Semelhanças entre gozar e fazer graça

Um tema que apareceu muito na fala das consumidoras que entrevistei foi o humor. Se você nunca foi a um sex shop, pode estar se perguntando: “o que tem humor a ver com consumo erótico feminino?”. A graça, o riso, a piada podem ser maneiras de aliviar a tensão e o medo de se entrar em um sex shop. Ao relatarem suas experiências em sex shops, principalmente quando falavam da primeira visita à loja, várias entrevistadas descreveram uma experiência engraçada e divertida na companhia de amigas.

Empresários estão cientes de que humor pode ser uma solução para minimizar o medo que muitas consumidoras têm do sex shop, porque a graça ajuda a trivializar o consumo erótico. Em minhas visitas às lojas, encontrei vários itens engraçados, cujas fotos compartilho aqui com vocês. Existem os produtos destinados às festas de despedida de solteira(o), sempre divertidos, mas há também peças decorativas bem-humoradas, que mostram que o sex shop não vai te morder. Cartazes com mensagens impressas podem conter humor, sugerindo às consumidoras a possibilidade de uma experiência divertida, em vez de tensa. As consumidoras Michelle (38) e Jane (42) me contaram que costumam fazer compras na Ricky´s, em Nova York, loja que vende cosméticos, os mais variados acessórios para cabelo, fantasias divertidas e, também, produtos eróticos. Jane explicou por que é fácil entrar na seção de produtos eróticos da Ricky´s: “Aí você entra numa loja que tem artigos tipo máscaras, artigos tipo coisas de festa, ou… Aí tem uma parte das coisas engraçadas, gaiatas, os cartões engraçados. Aí, um cantinho, que é meio que tem uma cortininha, ou é uma última salinha, ou uma coisa assim. Que aí muda a luz e você simplesmente escapa e entra ali. Aí, um dia, entrei assim. Mas você vem com o espírito ‘olha que engraçado isso, olha que engraçado aquilo’ e você vai e, de repente, você tá num negócio de sex shop. Então até você mudar o canalzinho, o interruptor pra ‘oh, estou numa área sensual, saí da comédia, do irônico’, você custa um pouco, se é que você muda”.

Então, vemos novamente como a materialidade que nos cerca pode orientar nossos comportamentos. Em postagens anteriores, discuti a decoração cor-de-rosa ultrafeminina adotada atualmente por muitos sex shops, que, inclusive, passaram a se autointitular butiques eróticas femininas. Não é só a feminilização dos estímulos visuais que faz com que consumidoras se sintam mais à vontade. Objetos engraçados também podem orientar comportamentos no sex shop em direção à descontração, à trivialização do consumo erótico e, consequentemente, às compras. Como diz o antropólogo inglês Daniel Miller, às vezes, a sugestão silenciosa dos objetos que nos cercam é mais eficaz em orientar nosso comportamento do que ordens gritadas por pessoas.

119

Produtos para festa de despedida de solteira ou chá de lingerie na Sh!, em Londres

SAM_1773

Pufe em formato de pênis gigante na Sensually, em São Paulo

SAM_1787

Produtos para despedida de solteiro na Sensually, em São Paulo

penis de pelucia

Cantinho do pênis de pelúcia na A2 Ella, no Rio de Janeiro

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *